Mudança de endereço

Pessoas, estou abandonando este espaço. Não estou largando meu blog, na verdade ele voltou com a corda toda! Mas mudou de host. Pra ler minhas crônicas, histórias e opiniões, acessem agora:

 

http://contextojornal.blogspot.com/

 

Espero vocês por lá! Um beijo!

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Bairro Alves Dias fica 8 dias sem abastecimento regular de água

Baixa pressão na rede de abastecimento impediu que a água chegasse até as casas

 

BÁRBARA TREVISAN
Especial para o RROnline*

As ruas Senador Manoel Cordeiro Villaça e Arlindo Béttio, no bairro Alves Dias, em São Bernardo ficaram oito dias sem abastecimento de água regularizado por causa de um problema na Válvula Redutora de Pressão da Sabesp. A situação só foi completamente resolvida na tarde de ontem.

“Durante a madrugada vinha uma quantidade de água, mas não chegava a encher a caixa. Era tão pouco que em menos de meia hora acabava”, afirmou o morador Adalberto Rezende da Luz Filho, e completou, “cada vez que você ligava na Sabesp eles falavam uma coisa. Uma hora eles falavam que estava tendo manutenção, depois que era uma válvula entupida, e a frase que você ouvia todos os dias é que a situação seria regularizada de madrugada, e isso aconteceu por oito dias.”

Em nota ao RROnline, a Sabesp informou que a Válvula Redutora de Pressão, usada para impedir vazamentos,  apresentou defeito, o que gerou baixa pressão na rede de água e impediu que ela chegasse aos lugares mais elevados. Segundo a empresa, as reclamações de moradores foram recebidas e o problema foi resolvido dia 18, mas dia 19 o defeito voltou a aparecer. As casas ficaram sem água do dia 14 até segunda-feira, dia 21.

“Foi instalado um aparelho datalogger, utilizado para medir a pressão na rede de água, durante 24 horas, pelo prazo de sete dias”, afirmou a empresa na nota. O aparelho gerou um relatório que foi analisado pelos técnicos da Sabesp. Na madrugada de segunda-feira o problema foi solucionado e ontem à tarde a situação estava totalmente regularizada.

A Sabesp pediu desculpas pelos transtornos ocasionados e disse que está a disposição para quaisquer esclarecimentos.

 

*Esta reportagem foi produzida por alunos do curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

http://www.metodista.br/rronline/temporario/ruas-de-sao-bernardo-estao-ha-8-dias-sem-agua/view

 

 

Minha primeira matéria publicada… E já estava na primeira página do RROnline!! Fiquei tão feliz que decidi postar ela aqui também!!

Que acharam?

Beijos!

Deixe um comentário

Arquivado em Impresso, Notícias e novidades

Esse tal de jornalismo

Na sétima série me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Naquela época eu não sabia bem. Sabia que gostava muito de ler e escrever, e sabia que gostava muito daquele pessoal que aparecia na TV e falava no rádio o que acontecia no mundo. Juntei A+B e respondi “Jornalista!”

Engraçado como as coisas acontecem. Depois eu meio que desisti da ideia. Sem muito apoio de pais e professores e com toda a pressão dos vestibulares deixei o pensamento de lado e comecei a tentar outras possibilidades. Pensei em tudo, de Letras a Engenharia Química, mas nada funcionava o suficiente. Nenhuma carreira me dava aquele friozinho na barriga, aquela coisa do tipo “nossa, é isso que eu quero fazer da vida”.

Tudo me levava de volta àquele sonho de escrever uma notícia que todo mundo vai ler, e por minha causa vão saber o que está acontecendo. E aí, no terceiro ano eu liguei o “foda-se” pra quem fosse contra e decidi: Vou fazer jornalismo. E na sequência uma bomba. Jornalista não precisa mais de diploma. Mais zoação por parte dos primos e de quem quer que fosse. Mas o meu “foda-se” já estava ligado. Era isso que eu queria e acabou.

Tudo azul, eu ainda estava com um pouco de medo de ter escolhido errado, mas no fundo eu sabia que era a escolha certa. E então, mais um balde de água fria. Que faculdade fazer? USP? Não passei. Casper? A aparelhagem da faculdade é sucateada da Gazeta. Mackenzie? Longe pra burro! Metodista? Metodista! Não é longe de casa, é uma ótima faculdade de comunicação e eu já tinha carona garantida no primeiro ano. Problema resolvido, matrícula feita e de repente já era fevereiro e eu já tinha que ir pra faculdade.

Não sabia o que esperar, estava com medo de ter escolhido o curso errado e só conhecia meu namorado. Mas tudo deu certo. Muito mais certo do que eu imaginava. Fiz grandes amigos, um ótimo grupo e me apaixonei pelo jornalismo. Se eu tinha alguma dúvida de que era isso que eu queria fazer, hoje não tenho mais. Eu gosto disso. Gosto de conhecer as pessoas, ouvir suas histórias, gosto de escrever sobre essas histórias e de fazer o mundo conhecê-las também. Gosto de fotografia, de vídeo, de áudio, de impresso e de online. Gosto até de assessoria de imprensa.

Quer coisa melhor do que fazer o que você nasceu pra fazer? Eu me sinto assim! Isso não significa que eu não me encha da faculdade, queira jogar tudo pro alto e virar hippie… mas isso acontece com todo mundo. A vida de vez em quando cansa. E quando cansa, a gente tira férias, faz um yoga, respira fundo, confia em Deus e segue.

Não sou diferente de ninguém. Não sou melhor nem pior. Sou só uma pessoa normal que descobriu sua vocação! Acho que todos têm esse direito! Você já descobriu a sua? Se sim, me conta que eu faço um post aqui no blog!

Beijos a todos.

Bárbara Trevisan

2 Comentários

Arquivado em Notícias e novidades

Contexto sem texto…

Bom dia a quem ainda visita meu humilde blog abandonado.

Que vergonha disso aqui, meses sem um texto novo. O último foi em outubro. Desde então aconteceram milhares de coisas… Elegemos uma mulher presidente, eu fiquei maior de idade, passou o Natal, o Ano Novo e São Paulo fez ontem 547 anos debaixo d’água, como acontece todos os anos nessa época. Pra que tanta chuva, meu Deus?

Bom, por agora eu não escreverei nenhum post revoltado e crítico. Mas aguardem, porque 2011 é ano novo, vida nova, maioridade e mais um semestre de faculdade…  Qualquer hora eu volto aqui.

Beijo

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias e novidades

Próxima estação: Hell!

Está provado de todas as maneiras possíveis que o transporte público em São Paulo é uma droga. O último grande acontecimento foi há pouco, com o trem da linha vermelha parado e os passageiros andando pelos trilhos.

Graças a Deus não preciso pegar linha azul, nem linha vermelha, muito menos o trem para ir pro trabalho. A questão aqui é a Linha 2 – Verde, que, até pouco tempo era a melhor linha. Provavelmente agora vai ser a amarela.

O fato é que duas novas estações estão em fase de teste. Tamanduateí, com integração com o trem, e Vila Prudente, ao lado da Vila Carioca. Mais a estação Sacomã, que integra parcialmente com o Expresso Tiradentes e com os ônibus do Terminal Sacomã. Em suma, lotação e aperto.

Estação Sacomã, às 8h40

Por enquanto, as duas novas estações funcionam das 8h30 às 17h00. E isso tem trazido problemas pra todos os usuários da linha até o Paraíso.

Hoje, às 8h30 eu cheguei ao metrô. Passaram 4 trens para Vila Prudente e 1 para Vila Madalena. Os trens estavam hiper lotados, a estação abarrotada de gente, pessoas que não conseguiam nem descer as escadas, e ninguém conseguiu entrar no trem até a estação Ana Rosa, quando a maioria das pessoas desce. Eu ainda dei sorte de ficar na porta que tinha menos gente.

Imagino se será tão infernal quando tudo for liberado, ou se vai ficar mais tranquilo. Essa é a fase de testes, e eu quero só ver quando as estações forem inauguradas. Algo deve ser feito, porque a linha verde tem previsão de crescer mais, e São Paulo não precisa de mais trens quebrados, lotados, parados e atrasados. Se não há como resolver o  problema das outras linhas, ao menos o governo deveria cuidar para não acontecer com as “novas”.

4 Comentários

Arquivado em Notícias e novidades, Revolta

Por trás das câmeras

Ontem foi um dia diferente. Saí com mais dois colegas da faculdade para fazermos nossa primeira matéria jornalística! Então eu decidi que seria muito interessante postar aqui o “Por trás das câmeras”.

Fomos pra um colégio em Mauá fazer uma matéria sobre o Skate nas Escolas. O projeto é bem legal e depois que a reportagem estiver pronta eu publico pra vocês.  O que interessa é que a gente foi pra lá, mesmo sem saber o caminho.

O evento foi muito legal!  Os skatistas mandam muito bem e o projeto é demais! Começamos com fotos das manobras e dos skatistas, depois fizemos entrevistas. Ganhamos almoço e a escola colocou uns DJs pra tocar na hora do intervalo, porque teria um evento diferente na escola. Nunca vi nada assim! Nem em escola particular!

Entrevistamos os skatistas, professores, alunos e os coordenadores do projeto. Aí começou o evento da tarde, e mais fotos de skate! Durante e depois da apresentação dos skatistas, foram distribuídas revistas e kits com bonés e pochetes, e no final os atletas deram autógrafos para os alunos.

Depois de mais entrevistas, fomos pra faculdade, mas não sem antes passar no Mc! Assistimos a primeira aula, fomos embora pra casa e acabou o primeiro dia como repórter!

Um bom dia. Corrido e cheio, mas um bom dia! Agora é só escrever e arrumar as fotos.

Na próxima pauta eu volto!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Como vai a sua ficha?

Ficha limpa, ficha suja, ficha escondida, sem ficha… E aí? O que vai valer nessas eleições?

O palco da palhaçada

O palco da palhaçada

Nessa madrugada nada foi decidido… de novo. Cinco a cinco, empate. Uma discussão. Nada. Ainda não sabemos se a Lei da Ficha Limpa valerá para as eleições do dia 03.

Só faltam 10 dias pra você ser obrigado a votar em alguém e eu aposto que o STF vai enrolar até lá pra decidir alguma coisa e nada vai acontecer.

Agora o debate da madrugada terminou e segunda-feira será retomado. É esperar pra ver no que vai dar. Ou pelo menos torcer pra dar em alguma coisa.

1 comentário

Arquivado em Bizarro, Revolta